Saída de emergência em bancos: Grande risco.

As agências bancárias são locais de grande risco para os usuários. É um local muito propício a situações de pânico. Local com uma frequência grande de pessoas (muito acima de 100) na sua maioria. É um ambiente onde é frequente assaltos e é necessária a evacuação das pessoas , além dos riscos de incêndio das edificações. A grande maioria das agências bancárias possui porta giratória e não possui uma porta de saída de emergência disponível para seus clientes e funcionários. Imagina se todos os clientes necessitassem sair rapidamente da agência pela porta giratória. O pânico estaria instalado e certamente muitas pessoas iriam sofres sérios danos, já que a porta giratório por si só já é confusa e imagina em uma correria e pânico. Além disso a norma 9050 que trata de acessibilidade, que é uma lei nacional e o seu não cumprimento pode levar ao responsável pela edificação ou projeto a sanções civis e criminais. Diz que em todas as saídas de emergência acessíveis deve existir barra antipânico. De nada adianta ter uma porta no banco chaveada, pois em caso da necessidade imediata de evacuação necessita buscar uma chave para abrir. Não há tempo para isso!!! A barra antipânico tem como função a abertura imediata por qualquer pessoa, inclusive deficientes. A Barra antipânico possui tecnologia para poder integrar-se com fechadura eletromagnética oferecendo segurança patrimonial e segurança à vida ao mesmo tempo a esta porta. Consulte a equipe da Disafe para poder oferecer segurança total aos seus clientes e os clientes devem exigir investimento em segurança contra incêndio e pânico das agências bancárias do Brasil que frequentam.