Barra Antipânico Dupla

A barra antipânico dupla é um equipamento utilizada em portas de duas folhas que estão sob o mesmo batente. São portas que necessitam abrir com sentido de abertura para fora e também necessitam abrir independente da abertura da outra folha. A norma NBR 11785 determina que as barras antipânico instaladas devem garantir que cada folha abre de forma independente.

Leia mais “Barra Antipânico Dupla”

Barra Antipânico Simples

A barra antipânico simples é uma barra antipânico que é instalada em porta de uma folha apenas.  É um modelo de barra antipânico que pode ser apenas horizontal com um ponto de travamento e pode ser com até três pontos de travamento. Um no centro, outro superior e inferior.

Leia mais “Barra Antipânico Simples”

Barra antipânico para Porta de Vidro

A barra antipânico pode ser instalada e funcionar perfeitamente em portas de vidro temperado. As portas devem ter sentido único de abertura para fora e podem ser utilizadas em conjunto com molas aéreas ou de piso.

A Disafe possui duas soluções para este tipo de porta.

A primeira solução é indicada para portas de vidro que serão fabricadas ou temperadas. Neste caso a porta deverá conter a furação específica para a instalação da barra antipânico e dos suportes de fixação.

Leia mais “Barra antipânico para Porta de Vidro”

Barra Antipânico com Fechadura

Barra antipânico com fechadura possibilita a entrada no ambiente de fora para dentro.

Este tipo de barra antipânico  com fechadura pode ser com chave, sem chave ou com chave igualada. Chave igualada são fechaduras que possuem o mesmo segredo.

A Chave controla quem pode acessar de fora para dentro e mesmo e porta estando travada por fora a barra antipânico sempre irá abrir por dentro. Esta é a garantia de segurança de que a porta sempre estará destravada por dentro , mesmo estando travada por fora.

Leia mais “Barra Antipânico com Fechadura”

Como garantir segurança contra incêndios na empresa?

O fogo não tem hora e nem local para acontecer, pode trazer consequências irreversíveis como a perda de vidas e grandes prejuízos financeiros. Por isso, é necessário que as edificações adotem as medidas de segurança preventivas contra incêndio e pânico para a proteção à saúde, à vida das pessoas e para a preservação do seu patrimônio.

Investir em segurança 

Investir em medidas de segurança e informação contra incêndios é fundamental para as empresas. Afinal, apenas com esse trabalho preventivo é que os colaboradores poderão compreender o que é necessário fazer de imediato no caso de ocorrências desse tipo.

Portas corta-fogo

A porta corta-fogo tem a função de impedir que o fogo e o calor se multipliquem e atinjam outras salas ou outros pavimentos. Elas são feitas de aço galvanizado com proteções internas de mantas térmicas.

Em prédios é fundamental que haja portas corta-fogo. Pois, se, por exemplo, pegar fogo no segundo andar de um prédio, a porta evitará que o fogo atinja as escadas. Assim, as pessoas que estão no andar de acima conseguirão descer sem serem atingidas pelo fogo e os bombeiros poderão subir.

A porta corta-fogo deve suportar um certo limite de tempo de exposição ao calor que, em média, é de 90 minutos. Como medida de segurança, ela deve manter-se sempre fechada.

Caso a porta corta-fogo tenha alto fluxo a mesma poderá manter-se aberta, porém deve ser instalado sistema de eletroimã interligado ao sistema de incêndio da edificação, que ao ser acionado o mesmo fecha as portas automaticamente para a mesma ter sua função executada. As ferragens que sustentam e mantem a porta fechada devem estar em perfeitas condições de uso.

As dobradiças e fechaduras devem possibilitar a abertura e o fechamento automático da porta.

O Uso das barras antipânico são indicadas para portas de alto fluxo, em salas, pavimento ou setores que comportem mais de 100 pessoas e em portas que dão acesso para a área de descarga do prédio (a última porta da escada).

Deve-se evitar usar calços, pedras ou fixadores em portas corta fogo. Para mais informações deve ser consultada a norma ABNT NBR 11742.

Porta corta-fogo aberta em um incêndio não tem nenhuma função.

Vale lembrar que existem leis municipais e estaduais, bem como normas regulamentadoras válidas em nível nacional que obrigam as empresas a investirem em segurança contra incêndios e pânico.

Entre em contato conosco:
E-mail: contato@disafe.com.br
0800 727 0760 | WhatsApp: 11 25330620

Conheça o tipo de mola aérea adequada para sua porta

Você sabia que as molas aéreas possuem forças distintas? Elas têm como função puxar ou de fechar
uma porta, ou seja, quanto maior for o peso da porta ou as condições do ambiente maior ou menor
deve ser a força da mola.

As molas disponíveis na Disafe vão de força 1 até a força 5. E para escolher o modelo correto, é
importante estar atento ao peso e largura da folha, pois cada modelo de mola possui uma
especificação de porta. Quanto maior o peso e largura da folha, maior será a força que a mola deverá
exercer.

Em alguns casos, a definição da força está na posição de instalação da porta e em outros modelos a
regulagem é incorporada dentro da mola.
Além disso, existe outro fator que influencia no desempenho da mola: a existência de vento no local.
O motivo é que o vento aumenta e muito a força necessária para a mola realizar a sua função, desta
forma, em locais com vento é importante contar com uma força maior, para que a porta seja fechada
corretamente.

Quer saber mais sobre molas aéreas, dicas de instalação e qual o melhor produto para a sua porta?

Entre em contato conosco:
E-mail: contato@disafe.com.br
0800 727 0760 | WhatsApp: 11 25330620

Para que serve uma barra antipânico? Normas e Regulamentação

Você já ouviu falar na barra antipânico? Muitos já devem ter escutado essa expressão, mas não sabem para que serve.

Sabe aquele mecanismo de abertura da porta que permite aos usuários abrirem empurrando uma barra? Pois é, ele mesmo. E neste post, vamos explicar certinho aonde devemos utilizar esses dispositivos. Saca só:

 O que é uma Barra antipânico

A barra antipânico é um dispositivo de segurança instalado em portas de saída de emergência e rotas de fuga, corta-fogo, saídas de edifício e locais com grande concentração de pessoas. Sua função, no entanto, é possibilitar o destravamento imediato da porta, mediante uma simples pressão exercida na barra horizontal instalada na porta.

Onde as Barras são utilizadas?

A barra antipânico deve ser instalada, sobretudo, em locais de riscos de incêndio e pânico como auditórios, teatros, boates, casas de festas, igrejas, shoppings, clubes e cinemas.

Normas Técnicas para Barras Antipânico

Vale lembrar que a empresa que for instalar a barra antipânico em seu estabelecimento deve contar com profissionais de formação específica, tudo isso para garantir a segurança do ambiente com os rigorosos critérios de prevenção e proteção e com o intuito de zelar, sobretudo, pela vida das pessoas.

O que é a ABNT NBR 11785?

 A ABNT NBR 11785 é a norma que determina os requisitos mínimos para a fabricação, instalação e manutenção de barras antipânico no Brasil. A norma, por sua vez, fixa os requisitos de tamanhos, medidas, desempenho, materiais e características que uma barra antipânico precisa cumprir, entendeu?

A norma, que recentemente foi revisada, serve como fonte de informações para fabricantes e também para facilitar a especificação e a compra correta dentro da necessidade de cada situação.

Quer mais informações? A DISAFE pode atendê-lo e tirar todas as suas dúvidas

Saiba quando é necessário instalar um sistema anti-incêndio

Você já pensou em como proteger o seu ambiente contra incêndios? Até um pequeno curto
pode ocasionar uma tragédia, caso não seja combatido em tempo. Por isso, é importante
planejar e elaborar um sistema de combate a incêndio.
Para alguns tipos de edificações existem determinações regulamentares. Por exemplo, de
acordo com a NBR 13714 – 2000, edificações que possuem área construída superior a 750 m²
e/ou altura superior a 12 metros devem, obrigatoriamente, contemplar sistemas hidráulicos
preventivos de combate a incêndio.
Um sistema eficiente de combate a incêndio pode ter:
Redes de Hidrantes
Extintores
Corrimão
Escadas com proteção adequada
Detectores de calor
Controle de fumaça
Sprinklers
Quadros de comando
Alarmes visuais e sonoros
Rotas de fuga
Portas corta-fogo
Iluminação e sinalização de emergência.
Além disso, cada estado conta com suas próprias regras para implementação dos elementos
que compõe um sistema preventivo. Por isso, você deve procurar o órgão regulamentador do
estado na qual a obra será executada, permitindo que o seu espaço esteja de acordo com as
regras.
Respeitar as normas e contar com um projeto preventivo eficiente, pode ser o fator decisivo
para salvar inúmeras vidas em casos de emergência, portanto, faça uma análise rigorosa da sua
estrutura e um levantamento de todos os riscos.